Vem também!!! Para maiores infos, clique na imagem!

sábado, 30 de junho de 2012

Artigo: Quando um LO conta uma história.

Olá! Em Novembro de 2011, escrevi um artigo para o Scrapdiary, falando um pouco sobre cenários e scrap conceitual (rendeu discussões super bacanas, principalmente em relação à minha teoria sobre scrap conceitual)... Acabei falando dele por aí e recebi e-mails pedindo sua postagem aqui no blog e a tradução para o inglês, que vocês podem ler na postagem anterior a esta!

Aqui está pessoal, espero que se divirtam!!!

Artigo (na íntegra): Quando o LO conta uma história

Bom o assunto cenário no scrap pode não ser novidade, ainda mais neste momento em que estamos, com tantos papéis recortáveis de figuras literais para “montar uma cena”.
Já observo há algum tempo que essa tendência está evoluindo de uma moda para um estilo dentro do nosso mundinho, ainda bem, pois para se montar um cenário não necessariamente precisamos de papéis com os mesmos...
Outra coisa interessante nos cenários é que normalmente eles possuem “porquês”, que nada mais é que o conceito por trás de um LO, sua história e simbolismos, essa parte mais abstrata é individual e pertence aos “porquês” da pessoa que está fazendo o trabalho...
É o que costumo chamar de scrap conceitual...

E vou mostrar neste artigo, que há diversas formas de você visualizar e montar o seu cenário. Descreverei aqui 07 categorias.

Olhem só:

1ª A partir do título - ou seja, é no título que a história começa a ser contada.
Aqui, o cenário só faz sentido quando temos o título, só entendemos o cenário a partir do título.

LO - Enquanto isso (2010)


Enquanto a vida marítima acontece e eu descanso num coqueiro, as roupas secam ao sol...

LO – Mon I Think I’m having visions! (2010)


Com essa carinha engraçada do meu gato, ele só poderia estar tendo visões com cachorros interplanetários, rs...

LO – Tô Morando Sozinha, iupiiiii!!! (2008)


Sem o título, o conceito poderia passar despercebido.

LO – I live out of this world (2010)


Este é um cenário em close-up, não parece cenário, mas é...

2ª Cenários montados a partir de papéis decorados e elementos feitos pela própria pessoa - Cenários montados com retalhos...

LO – City of Angels (2009)


LO – Viver é bom demais (2009)


3ª Cenários começados pela foto, ou seja, o cenário só se forma por causa da foto.

LO – Vida Besta (2009)


A foto é toda sombreada, então a árvore montada logo ao lado, dá a sensação do sombreamento. Aqui um exemplo que dá para fazer cenário em páginas cleans.

LO – Minha São Paulo querida (2009)


LO – Terê (2008)


Provavelmente esta foto fora desta página, seria uma foto boba, onde só aparece a janela e a pessoa, nada mais, sem contexto... Mas inserida numa casa, a janela fez toda a diferença e todo o sentido...

4ª Cenários literais - São aqueles que batendo o olho, já vemos a história contada.

LO - Adore Monte Verde (2011)



LO - Vida simples Nem tanto (2010)


LO – Sweet Baby (2011)


5ª Cenários sem fotos, e portanto, bastante literais.

LO - In Love (2009)


LO – Eat (2011)



 LO - Noite Feliz (2008)


6ª Mini Cenários - aparecem em apenas um pedacinho do LO.

LO - Beije-me (2011)



LO – Hoje (2009)



LO – 32 (2010)


7ª Cenários conceituais - E por fim um dos tipos mais difíceis de reconhecer, apesar de terem elementos cenográficos, é o conceito, o “porquê” que dá a toada.
Eles são como a arte, não se explica para entender, apenas se sente.

Explicarei alguns aqui, somente para exemplificar...

LO – É possível (2009)


O que quis passar é que um mundo diferente é possível, o mundo interior, pois é a partir dele que o mundo externo melhora... Se não lutarmos por nossa mudança interna, nada muda!

LO – À Espera (2011)


LO reflexivo, um dos meus trabalhos da série Tsunamis, e representa tudo que eu espero com a transformação interior que comecei há alguns anos.

LO - Sonhar... (2010)


Todo mundo tem um sonho, aquele sonho que é só nosso, individual e não coletivo, extremamente particular... Eu o chamo de sonho único e tentei construir um universo único também, com seus mundos onde chove colorido e astronautas que me visitam!

 Meninas, descrevi aqui 07 categorias, mas este assunto é muito mais extenso... Ficaria horas conversando sobre os porquês de cada trabalho... É um exercício maravilhoso de conhecimento e descobertas interiores, pois tudo o que colocamos em um projeto há sim porquês, os nossos porquês, o nosso conceito!

É ótimo praticarmos o olhar diferente sobre as coisas e com o scrap também é assim!!! Vamos pensar fora da casinha!!!


Espero que tenham gostado, um super beijo, Adliz! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

UEBAAAAA, comentário novo, ADORO!!!! Obrigada e beijinhos!